Jornal Pires Rural - 10 anos de fatos

domingo, 25 de maio de 2014

1º Debate Público da Procuradoria Especial da Mulher sobre Violência contra as Mulheres




A Procuradoria Especial da Mulher promoveu o 1º Debate Público sobre Violência contra as Mulheres no dia 26 de fevereiro na Câmara Municipal de Limeira. A vereadora Érika Monteiro Moraes, procuradora especial da mulher, abriu o evento dizendo que o debate mexe na ferida da sociedade por se tratar de um tema debatido que precisa ser aplicado com a união de parcerias.
A Procuradoria foi criada em outubro/2013 com o objetivo de velar pela participação efetiva de todas as vereadoras em todos os momentos da vida pública na Câmara Municipal de Limeira, fiscalizando e acompanhando a execução de programas de governo visando à igualdade entre os gêneros implementando campanhas contra qualquer forma de violência. "Nossa tolerância a partir desse debate deve ser zero a qualquer forma de violência, seja para a mulher, negro, menos privilegiado. Nesses anos, muitas Leis e debates foram implementados, gostaria de fazer uma reflexão, pois fazer uma Lei e não implementá-la não tem porque fazê-la. Precisamos ser as fiscalizadoras desse processo e tirar a pessoa do risco”, afirmou a vereadora Érika Monteiro.
A vereadora Érika Tank Moya acredita que o município de Limeira oferece todos os instrumentos necessários para trabalhar em prol da defesa da mulher como a Delegacia de Defesa da Mulher; o Conselho da Mulher; uma conselheira limeirense no Conselho Estadual da Mulher; uma Casa de Apoio à Mulher vítima de violência; uma juíza à frente do Poder Judiciário; quatro vereadoras; a Procuradoria Especial da Mulher; um prefeito delegado. "Temos um secretário da Saúde que vem inovando com a pretensão de fazer com que todos os postos de saúde sejam notificadores da violência doméstica e sexual. Podemos falar em políticas públicas se realmente soubermos da realidade que a mulher enfrenta, com números e motivos. Temos todos os instrumentos. Precisamos somente fazer com que essa rede funcione com a ajuda das mulheres vitimizadas para que elas nos apontem onde estamos errando. Essa é a luta", afirmou Érika Tank.
Para a vereadora Lu Bogo, discutir esse tema tão delicado retratando a violência contra a mulher é muito importante. “A evolução que tivemos nesses anos com a denúncia da violência, formação do Conselho da Mulher, políticas públicas, mulheres corajosas que enfrentam seus maridos tocando suas vidas como arrimo de família foi um marco importante. É preciso lutar pela igualdade” afirmou Lu Bogo.
“Temos que aproveitar todos os instrumentos disponíveis na cidade. Não somo o sexo frágil porque muitas vezes estamos tomando posição. Sozinhas como vereadoras não conseguiremos fazer o trabalho que é da sociedade, criar essa rede e fortalecer indo além dos muros da Câmara Municipal", falou vereadora Mayra da Costa.
A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Deise Hadich revelou estar mobilizada com o convite de parceria. "Venho de uma trajetória profissional com carreira na saúde pública, onde infelizmente, a vivência e a proximidade com a violência contra a mulher são inevitáveis. Com muito avanço poderemos debater o nosso contato e proximidade no depois, socorrendo as vítimas não só na violência física e psíquica, também em falta de afeto e amor", afirma Deise Hadich.

O desafio no trabalho do fundo Social de Solidariedade junto com o grupo de conselheiras voluntárias tem ocorrido para atingir a meta de projetos e ações direcionados a mulher como geração de renda. “A geração de renda traz como consequência certo empoderamento econômico, ajudando minimizar as diferenças de gênero com maior empoderamento, cidadania, recolocação na sociedade, conhecimento de espaços e pessoas. Isso é o processo da vida que vai nos empoderando de saber dando força para não ser vitimizada. Faço um convite para que todos estejamos sempre em ação nessa causa", Deise Hadich.   
Capa da edição 147 do Jornal Pires Rural
[Matéria publicada originalmente na edição 147 do Jornal Pires Rural, 03/03/2014 - www.dospires.com.br]



Logo

Logo
Um Jornal a serviço da comunidade