Jornal Pires Rural - 10 anos de fatos

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Pesqueiros de Limeira se unem para capacitação SEBRAE/Sai



Pesca esportiva;
para muitos ação e
adrenalina.

Uma iniciativa do Sai (Sistema de Agronegócio Integrado), um programa do SEBRAE em parceria com a Prefeitura de Limeira através da Secretaria da Agricultura, Cati e Uniata (cooperativa de agrônomos), estão oferecendo capacitações para os produtores rurais (iniciante, pequeno e médio) iniciarem ou inovarem seus negócios. A intenção é aumentar a lucratividade do produtor rural que apresenta dificuldades numa determinada área de sua atividade.
Denise Cavalcanti, engenheira agrônoma responsável pelo atendimento aos produtores em Limeira, já coordena um trabalho com pesqueiros em 17 municípios na região de Piracicaba e está visitando os pesqueiros dos municípios de Limeira e Iracemápolis para integrar um só grupo de oficinas na área de piscicultura. “Todos os pesqueiros podem aderir ao programa, desde aquele que pretende iniciar o trabalho de piscicultura até o empresário rural que já está estruturado e apresenta algumas dúvidas sobre o negócio”, afirma Denise.
Rafael Hatziefstratiou iniciou há 10anos com engorda espécie matrinxã, hoje mantém a criação de alevinos. A intenção do produtor era a reprodução, mas quando o peixe atingiu o peso pra venda surgiu à dificuldade para comercialização. “Abri o tanque pra pesca porque eu não conseguia vender para os pesque-pague, parti para a pesca esportiva como saída. E deu certo. Eu engordei uma só espécie, porque sabia que era uma excelente espécie para pesca esportiva, mas os pesqueiros não tinham essa visão. A maior dificuldade era o transporte, os peixes morriam, pois o manuseio é diferenciado, isso dificultou a comercialização”, conta Rafael.
Rafael já participou do Septa (Associação de piscicultores), laboratório, alevinagem, parceria com o IBAMA, e agora vai incluir seu trabalho no grupo de piscicultores porque quer inovar com restaurante e lazer no pesqueiro. “o pesqueiro produz bem no verão. No inverno, cai à temperatura, cai o metabolismo do peixe, ficando mais difícil a pesca. É necessário algo paralelo coincidindo com o frio.   
Segundo Thiago Mercuri Campos, engenheiro agrônomo da Cati, o produtor que busca incorporar tecnologia na produção tem lucro. “é preciso buscar capacitações para adequar a tecnologia na propriedade e então conferir os lucros no balancete”, afirma Thiago.

Os interessados por atendimento Sai/SEBRAE devem procurar o balcão do SEBRAE na Prefeitura de Limeira, fazer um cadastro, abrir a porteira para um diagnóstico da engenheira agrônoma Denise e participar das sugestões apresentadas como soluções para o seu negócio dar certo.



Matéria publicada originalmente na edição 44 Jornal Pires Rural, 15/07/2007-www.dospires.com.br]
Em comemoração aos 10 anos do início do Jornal dos Pires, logo acrescentado o Rural, tonando-se Jornal Pires Rural, estaremos revendo algumas das matérias que marcaram essa década de publicações, onde conquistamos a credibilidade, respeito e sinergia com nossos leitores e amigos. 
Quase sem querer iniciamos um trabalho pioneiro para a área rural de Limeira e região, fortalecendo e valorizando a vida no campo, que não é mais a mesma desde então…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Logo

Logo
Um Jornal a serviço da comunidade