Jornal Pires Rural - 10 anos de fatos

domingo, 11 de outubro de 2015

SEMANA DE MOBILIZAÇÃO PARA O COMBATE AO GREENING





Após dois anos da confirmação do greening no Brasil, (presente em mais de uma centena de municípios paulistas) período em que instituições de pesquisa e defesa agropecuária se uniram para enfrentar a doença, o controle do greening recebeu um reforço. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) publicou uma instrução normativa (IN) que insere o citricultor no processo de controle. A nova legislação determina que o produtor é responsável por fazer as inspeções no seu pomar.
A Instrução Normativa n°32, publicada no Diário Oficial da União no dia 2 de outubro de 2006 pelo Ministério da Agricultura determina que o produtor é quem deve fazer as inspeções de greening no seu pomar e que elas devem ser feitas, no mínimo, duas vezes por ano. Toda a planta com sintoma deve ser imediatamente eliminada.
A decisão do Ministério confirma que o citricultor é a pessoa mais indicada para enfrentar o grening e que é o olho dele que manterá seu pomar livre da doença.
A legislação determina ainda que os resultados das vistorias devem ser enviados à Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) por meio de um relatório em, no máximo, 15 dias após o término da vistoria e eliminação das plantas com sintomas.
O citricultor que não obedecer à IN n°32 será notificado pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) a inspecionar seu pomar e erradicar as plantas sintomáticas.
Caso não cumpra a notificação, ele será penalizado conforme a legislação e terá que arcar com os custos da erradicação que poderá ser feita pela CDA ou outro órgão autorizado por ela.



Treinamento em Artur Nogueira
“ As parcerias entre Fundecitrus, Secretaria da Agricultura e produtores ocorreu porque a doença está se alastrando muito e não tem como conter se o produtor não caminhar junto”, afirma Maria das Dores Monteiro, Coordenadoria de Defesa Agropecuária – Mogi Mirim.

O produtor rural Moacir Staiger Carmona acompanha todas as informações novas e nunca foi identificado a doença em seu pomar. “É muito importante no dia-a-dia por causa das doenças que vêm aumentando. É necessário que aumentem ainda mais as informações para o citricultor”, afirma.



Matéria publicada originalmente na edição 41 Jornal Pires Rural, 31/05/2007-www.dospires.com.br]
Em comemoração aos 10 anos do início do Jornal dos Pires, logo acrescentado o Rural, tonando-se Jornal Pires Rural, estaremos revendo algumas das matérias que marcaram essa década de publicações, onde conquistamos a credibilidade, respeito e sinergia com nossos leitores e amigos. 
Quase sem querer iniciamos um trabalho pioneiro para a área rural de Limeira e região, fortalecendo e valorizando a vida no campo, que não é mais a mesma desde então…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Logo

Logo
Um Jornal a serviço da comunidade