Jornal Pires Rural - 10 anos de fatos

domingo, 24 de abril de 2016

Citrosuco encerra produção e demite




A Citrosuco, segunda maior processadora de suco de laranja do mundo, anunciou o encerramento da produção na unidade de Bebedouro/SP. A unidade foi adquirida em 2004 no processo de compra, pela Citrosuco e pela Cutrale, dos ativos de produção de suco de laranja da Cargill no Brasil. Os mais de 200 funcionários da unidade já começaram a ser demitidos.

Em nota encaminhada pela empresa diz que manterá funcionários trabalhando nos serviços de recebimento de laranjas, armazenamento e movimentação de sucos. Outros trabalhadores serão transferidos para as duas unidades localizadas nas cidades de Limeira e Matão. “Comprometida com o desenvolvimento da citricultura brasileira e com o dinamismo socioeconômico da região de Bebedouro e do Estado de São Paulo, a Citrosuco confia plenamente no revigoramento das taxas de crescimento do consumo mundial de suco de laranja e continua a investir no aprimoramento de processos organizacionais e tecnológicos”, destaca o texto da assessoria.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Bebedouro (SP) divulgou comunicado no qual repudia as demissões ocorridas na unidade da Citrosuco. Segundo o documento, o Grupo Fischer, controlador da empresa, agiu com "desrespeito" com o sindicato e "principalmente com os trabalhadores da referida empresa, dispensando os mesmos com uma fria carta recebida em sua residência, trazendo um grande transtorno e desconforto para seus familiares", informa José Antonio Janotta, presidente da entidade.

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) pediu que o Ministério da Fazenda e o governo paulista tentem encontrar uma fórmula para que a unidade volte a funcionar. Ele leu nota do sindicato dos empregados, onde eles lamentam a forma como a empresa comunicou as demissões. De acordo com o senador, há grande preocupação também entre os produtores de laranja da região, pois eles não sabem como poderão escoar sua produção. A Citrosuco, informou que pretende processar nas unidades de Matão e Limeira, as frutas da região de Bebedouro, mas os fazendeiros temem que isso acabe resultando em redução do preço que eles recebem.

A Citrosuco pertence ao Grupo Fischer e tem ainda uma fábrica de suco em Lake Wales, na Flórida (EUA) e outra em Videira (SC), onde também produz suco de maçã. A companhia possui o maior terminal do mundo de escoamento de suco, em Santos (SP), o maior terminal europeu, em Ghent (Bélgica), além de terminais em Wilmington (EUA) e Toyohashi, no Japão. A Citrosuco produz também óleos e essências, álcool a partir do bagaço e polpa cítrica.

A carência de matéria-prima, aliada a um processo interno de rearranjo na produção de suco de laranja, seriam os motivos


Matéria publicada originalmente na edição 72 Jornal Pires Rural, 15/02/2009-www.dospires.com.br]
Em comemoração aos 10 anos do início do Jornal dos Pires, logo acrescentado o Rural, tonando-se Jornal Pires Rural, estaremos revendo algumas das matérias que marcaram essa década de publicações, onde conquistamos a credibilidade, respeito e sinergia com nossos leitores e amigos. Quase sem querer iniciamos um trabalho pioneiro para a área rural de Limeira e região, fortalecendo e valorizando a vida no campo, que não é mais a mesma desde então…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Logo

Logo
Um Jornal a serviço da comunidade