Jornal Pires Rural - 10 anos de fatos

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Vacinação bovina




O mês de novembro é marcado, para os pecuaristas, como mês da 2º etapa de vacinação contra febre aftosa em bovinos e bubalinos. Responsável por incentivar e fiscalizar essa campanha estadual está o Escritório de Defesa Agropecuária – EDA, cuja sede de Limeira responde por outros 14 municípios. O Jornal Pires Rural foi convidado para acompanhar as fiscalizações realizadas na cidade de Leme dia 17/11.
Acompanhado da Médica veterinária Hinig Isa Godoy Vicente, e do técnico agropecuário Expedito Fernandes Gonçalves, ambos do Escritório de Defesa Agropecuária, visitamos o bairro Taquari, um pequeno vilarejo rural, distante 18 km da cidade, na propriedade do Sr. Gonçalo Donizete Carvalho, onde mora há 10 meses e cria 4 cabeças de gado.
Segundo a veterinária Hinig Isa essa inspeção é chamada de “vacinação assistida”, é marcado com antecedência e visa informar dados sobre vacinação, entrega de relatórios e saúde animal. Portanto nesse dia o sr. Gonçalo já estava esperando o grupo do EDA e orientado a chamar visinhos próximos para que pudessem estar presentes na vacinação e serem orientados em conjunto. No dia estavam presentes criadores de animais e membros do sindicato rural patronal de Leme, inclusive o irmão de Sr. Gonçalo que trouxe o rebanho para ser vacinado e dividirem o frasco. Foram vacinados 12 animais, de 4 a 36 meses de idade. Hinig Isa e Expedito Fernandes passaram as orientações aos presentes e após assistirem a vacinação auxiliaram no preenchimento obrigatório da declaração de vacinação contra febre aftosa (leia quadro ao lado). Para sr. Gonçalo a presença desses técnicos foi “uma surpresa mas, que a orientação valeu a pena, porque dá a certeza de que estamos fazer tudo certo’, disse.
Em outra propriedade inspecionada, pela vacinação assistida, foi no bairro Serelepe, no sítio Santo Antônio, um local onde está se transformando em área urbana, com loteamentos de casas ao redor, e o proprietário do sítio, Ângelo Mardegam Neto, também acabou de vender sua área de 3 hectares. No sítio há 36 cabeças de gado, que estavam a nossa espera, presas no “manguerão”, para serem vacinadas. Ângelo trouxe o isopor contendo o frasco de medicamento, a pistola e agulhas para serem trocadas a cada 10 animais vacinados, conforme recomendação da veterinária. Ângelo disse que “espera que as inspeções ajudem a todos os pecuaristas de São Paulo vacinarem e terem um gado livre da febre aftosa”

Orientações
Hinig Isa nos relatou que “o caráter dessa vacinação assistida é a orientação e não punição. Entender a dificuldade da pessoa e procurar educar para o manejo certo. Só haverá punição se persistir o erro”.  Dentre os aspectos mais importantes citado por ela está o cuidado em manter o frasco do medicamento em baixa temperatura (entre 2 e 8 grau), caso contrário pode ficar sem efeito. “Na hora da compra do medicamento ele tem que vir acondicionado em um isopor e na hora aplicação também é importante manter o frasco nesse isopor”, salientou.
Ao todo no EDA estão cadastradas 2.500 propriedades e através de um sorteio serão 10 as visitadas de forma assistida. O EDA de Limeira é uma das 40 unidades regionais da CDA (Coordenadoria de Defesa Agropecuária) e atende os municípios de Analândia, Araras, Cordeirópolis, Corumbataí, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Leme, Pirassununga, Porto Ferreira, Rio Claro, Santa Cruz da Conceição, e Santa Gertrudes.


Matéria publicada originalmente na edição 70 Jornal Pires Rural, 15/11/2008-www.dospires.com.br]
Em comemoração aos 10 anos do início do Jornal dos Pires, logo acrescentado o Rural, tonando-se Jornal Pires Rural, estaremos revendo algumas das matérias que marcaram essa década de publicações, onde conquistamos a credibilidade, respeito e sinergia com nossos leitores e amigos. Quase sem querer iniciamos um trabalho pioneiro para a área rural de Limeira e região, fortalecendo e valorizando a vida no campo, que não é mais a mesma desde então…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Logo

Logo
Um Jornal a serviço da comunidade